Campanha de Vacinação contra influenza 2016 começa dia 30 de abril

por Secom-BG — publicado 28/04/2016 16h58, última modificação 28/04/2016 16h58
No período de 30 de abril a 20 de maio de 2016, será realizada em Barra do Garças a Campanha Nacional contra a Influenza 2016. Tendo o dia 30 de abril como dia “D” – mobilização nacional.

No período de 30 de abril a 20 de maio de 2016, será realizada em Barra do Garças a Campanha Nacional contra a Influenza 2016. Tendo o dia 30 de abril como dia “D” – mobilização nacional.

Nesta data, todas as Unidades de Saúde estarão abertas para disponibilizar a vacina aos grupos prioritários, formados por gestantes, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, idosos, profissionais de saúde, povos indígenas, doentes crônicos, puérperas (pós-parto), indivíduos com 60 anos ou mais de idade, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

O secretário de Saúde George Câmara ressalta que é muito importante a participação em massa dos grupos citados nessa campanha, já que a cobertura vacinal da influenza gera o bloqueio imunológico para evitar grandes surtos da doença.

A Doença:

A influenza, normalmente conhecida como gripe, é uma doença grave que causa danos à saúde das pessoas há muitos séculos. Existem três tipos de vírus influenza: A, B e C.

Os vírus A e B apresentam maior importância clínica. Estima-se que, em média, o tipo A causa 75% das infecções, mas em algumas temporadas, ocorre predomínio do tipo B. Os tipos A e B sofrem frequentes mutações e são responsáveis pelas epidemias sazonais e, também, por doenças respiratórias com duração de quatro a seis semanas. Em geral, essas são associadas ao aumento das taxas de hospitalização e de mortes por pneumonia, especialmente em pacientes que apresentam doenças crônicas e fatores de risco. O vírus C raramente causa doença grave.

Transmissão:

O vírus é transmitido a partir das secreções respiratórias, podendo também sobreviver até 8 horas em diversas superfícies tocadas frequentemente, de madeira, aço e tecidos. A partir do contato com um doente ou com uma superfície contaminada, o vírus pode penetrar pelas vias respiratórias, causando lesões pulmonares, que podem ser graves e até fatais, se não tratadas a tempo.

Os vírus influenza circulam durante todo o ano, intensificando-se principalmente no período de inverno, quando as pessoas buscam se abrigar do frio em ambientes fechados, o que favorece a transmissão.

A transmissão ocorre principalmente em ambiente domiciliar, creches, escolas e em ambientes fechados ou semifechados. Estima-se que uma pessoa infectada seja capaz de transmitir o vírus para até dois contatos não imunes.

Sintomas:

Os sintomas, em geral, são:

• Febre alta

• Calafrios

• Tosse, que pode ser seca ou com expectoração

• Dor de cabeça

• Dor de garganta

• Cansaço

• Dor muscular

• Coriza