Procura por atendimento em mutirão em Barra surpreende Defensoria Pública da União

por Secom-BG — publicado 04/05/2016 19h14, última modificação 04/05/2016 19h14
A Defensoria Pública da União iniciou nesta quarta-feira (04/05) o Mutirão ‘Eu tenho direito’, que atenderá a população mais de 40 municípios dos Estados de Mato Grosso e Goiás em Barra do Garças.

A Defensoria Pública da União iniciou nesta quarta-feira (04/05) o Mutirão ‘Eu tenho direito’, que atenderá a população mais de 40 municípios dos Estados de Mato Grosso e Goiás em Barra do Garças.

O número de pessoas presentes na abertura surpreendeu as equipes que não esperavam uma demanda tão grande, “sempre que vamos para uma ação itinerante fica a preocupação, deslocaremos muitos técnicos e defensores que em algumas situações ficam parados a maior parte do tempo, aqui o número de pessoas buscando atendimento foi muito grande, poderíamos ter trazido uma equipe ainda maior”, destacou o Defensor Público da União Dr. Jovino bento.

Para o Defensor, houve alguma demora no início devido a grande procura sendo necessário distribuição de senha para retorno no período da tarde e no dia seguinte, “agora já está organizado e após uma triagem é feito o cadastro social e na sequência o atendimento, todos que procuraram serão atendidos e iremos passar todas as orientações necessárias”, concluiu Jovino.

Essa ação é muito importânte para toda a região, a Defensoria da União atendeu o pedido da prefeitura, pois há uma demanda muito grande e a vinda desse mutirão está beneficiando muitas pessoas que já estavam perdendo a esperança de conseguir um benefício. É a primeira vez que a DPU vem a Barra do Garças com esse mutirão e a luta da prefeitura agora é para que venha de forma definitiva, pois já existe aqui a Justiça Federal e o Ministério Público Federal. A vinda definitiva está sendo analisada pela Defensoria da União.

A Ação Itinerante permanecerá na cidade até sexta-feira (06/05) atendendo de 09h00 às 17h00 com orientação sobre os temas Auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, contratos habitacionais, renegociação de dívidas, dentro outros.